Celebrar Abril e a Revolução dos Cravos (de um outro modo, mas com a mesma intensidade)

23-04-2020 10:18
Há mais de uma década que a biblioteca escolar da Alcaides de Faria (Barcelos) celebra, ano após ano, a importância do 25 de Abril de 1974 segundo uma perspetiva pedagógica, cultural e cívica. Ao longo desses anos e na ocasião celebrativa, sempre foi para nós um momento de satisfação e alegria ver a sala de leitura da biblioteca da ESAF plena de alunos, professores e outros agentes da comunidade educativa, irmanados pelas palavras dos poetas, pelas canções da liberdade (interpretadas por alunos) e pela presença de um interveniente e testemunha daquele momento da nossa história (graças à colaboração da Associação 25 de Abril - Delegação Norte). 
Este ano, ao evocarmos os 46 anos da "Revolução dos Cravos", sabemos que, no que toca à presença física de tantos membros da comunidade educativa na sala de leitura da biblioteca, as coisas serão diferentes, porque em período de confinamento, decorrente das circunstâncias que todos conhecem. Podemos não estar juntos fisicamente no mesmo espaço, no espaço dos livros e da frenética vida de uma escola em tempos de aulas e convívio, mas nem por isso deixaremos de evocar aquele 
"dia inicial inteiro e limpo
Onde emergimos da noite e do silêncio
E livres habitamos a substância do tempo" 
(como escreveu Sophia). 
Assim, o nosso tributo passará pela imagem e o grafismo, um cartaz alusivo aos 46 anos de Abril de 1974, que dá sequência aos cartazes criados e apresentados em anos anteriores, cada um deles com o seu quê de interpelação, sim de interpelação, porque a Liberdade, ontem como hoje, interpela-nos. Saibamos preservá-la, acarinhá-la e veiculá-la aos vindouros com sentido de responsabilidade e cidadania.
É, pois, com todo o gosto que divulgamos o cartaz da BESAF alusivo aos 46 anos do 25 de Abril 74, efeméride que aí se aproxima. 

 

Voltar