Guião para a elaboração de Bibliografia

Apresentamos exemplos de como elaborar as referências bibliográficas recorrendo às NP 405 (Normas Portuguesas) e às APA (normas da Associação Americana de Psicologia). Contudo, na realização do trabalho, deverás optar por uma delas, respeitando a coerência em todo o trabalho.
Os autores / fontes citados no trabalho, ou que serviram de fundamento para enunciação de ideias, devem estar devidamente referenciados na bibliografia.
No decurso da fase de pesquisa, seleção e recolha de informações para o trabalho, importa registar os dados relativos às fontes, com vista à elaboração da bibliografia utilizada. Entre esses dados recolhidos destacam-se desde logo os relativos ao: 
  • autor(es)
  • título
  • n.º de edição
  • local de publicação
  • editor
  • ano de edição
  • ISBN
Tais dados podem ser recolhidos na página de rosto dos livros, verso e/ou anteverso da página de rosto; no colofão (conjunto de itens informativos colocados pelo editor: data de publicação ou impressão, local de impressão, entre outros); na capa ou contracapa.

Na realização de um trabalho escrito, e em resultado da pesquisa efetuada, deparaste-te, com certeza, com dados e informações que selecionaste como relevantes para a sua consecução. Dos documentos consultados e que te serviram de suporte, deverás obviamente registar as referências bibliográficas. Estas são fundamentais, desde logo pela assunção da honestidade intelectual (pois não deves nunca assumir como teu aquilo que é da autoria de outro), mas também porque acrescenta credibilidade ao teu texto, fazendo a menção devida ao autor(es) consultado(s). Para além de serem uma evidência das tuas pesquisas, as referências bibliográficas permitirão a quem lê e avalia o teu trabalho localizar, confirmar e analisar a fonte de onde extraíste a informação.

Conceitos que deves conhecer:

Bibliografia - lista de referências bibliográficas segundo uma certa ordem (normalmente ordenada alfabeticamente) que contém elementos descritivos de documentos, de forma a permitir a sua identificação

Referência bibliográfica – conjunto padronizado de elementos descritivos retirados de uma publicação/documento, que permitem a sua identificação ou parte dela.

Citação – transcrição de excerto de texto (que não deve ser longo – até 3 linhas) de uma publicação/documento, que julgas pertinente no âmbito da expressão das tuas ideias e argumentos.

  1. pode ser inserida no corpo do texto do trabalho (colocada entre aspas “…” e com elementos que permitam identificar a fonte de informação de onde foi retirada – autor e obra de onde provém); se o autor não faz parte do texto indica o apelido, ano de edição e página entre parênteses – ex.: (Piaget, 1998: 36), mas se já faz parte do texto, basta indicar (1998: 36) – por ex.: [segundo Piaget (1998: 36), “abcdefgh abcdefgh, xyz”.]
  2. Se a transcrição é longa, então deves separá-la (em itálico) do texto corrido, com linhas avançadas a um espaço, tal como se segue:

abcd, abcd dacb abcd, de abcd dabc, abcd, abcd dacb abcd, de abcd dabc, abcd, abcd dacb abcd, de abcd dabc, abcd, abcd dacb abcd, de abcd dabc, abcd, abcd dacb abcd, de abcd dabc, abcd, abcd dacb abcd, de abcd dabc (Piaget, 1998: 40)

  1. em nota de rodapé ou no final (com a numeração devida).

 

  

ELABORAÇÃO DE REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 

Como já sabes, é fundamental que indiques os documentos que consultaste: livros, revistas, CD-ROM, DVD, websites, etc.

Podes utilizar as Normas Portuguesas (NP) ou as Normas da Associação Americana de Psicologia (designadas por APA), sendo que no mesmo trabalho, e escolhida uma das normas, é essa que deve manter-se coerentemente ao longo do mesmo.

Sugerimos-te a seguinte ordem de apresentação das referências numa bibliografia:

 

I - Norma Portuguesa NP 405

 

LIVROS (Monografias)

 

AUTOR (APELIDO, Nome) – Título (a itálico ou a negrito): complemento de título*. N.º da Edição. Local: Editor, Ano. ISBN.

* se for o caso.

- 1 autor

Ex.:

HUMPHREY, Nicholas – Poeira da alma: a magia da consciência. Lisboa: Gradiva Publicações, 2012. ISBN 978-989-616-461-4

(no exemplo dado, trata-se da 1.ª edição da obra; apenas se menciona a partir da 2.ª edição).

NAZARETH, J. Manuel– Demografia: a ciência da população. 2.ª ed. Lisboa: Presença, 2007. ISBN 978-972-23-3153-1

 

- 2 ou 3 autores

AUTORES (APELIDO, nome; APELIDO , nome; APELIDO, nome) – Título: complemento de títuloNº da Edição. Local: Editor, Ano. ISBN.

RUGBY, Robert; MCNAB, Andy – O Desfecho. Porto: Asa, 2010. ISBN 978-989-230-697-1

 

4 ou mais autores

1.º AUTOR (APELIDO, Nome) [et al.] – Título (a itálico ou a negrito): complemento de título. Nº da ed. Local: Editor, Ano. ISBN.

VIEIRA, Alice [et al.] – O Código d`Avintes. 4ª ed. Cruz Quebrada: Oficina do Livro, 2006. ISBN 989-555-215-8

REEVES, Hubert [et al.] – A mais bela história do mundo: os segredos das nossas origens. 3ª ed. Lisvoa: Gradiva, 1996. ISBN 972-662-506-8

 

- Num livro coletivo, menciona-se a função do responsável (organizador, coordenador, diretor)

AUTOR SECUNDÁRIO (APELIDO, Nome), dir. (ou coord., ed...) – Título (a itálico ou a negrito): complemento de título. Nº da ed. Local: Editor, Ano. ISBN.

PEREIRA, Paulo, dir. – História da Arte Portuguesa. Lisboa: Temas e Debates, 1995. ISBN 972-759-003-9

MIRANDA, Guilhermina, org. – Ensino on-line e aprendizagem multimédia. Lisboa: Relógio d`Água, 2009. ISBN 978-989-641-1

 

- Quando o autor é uma coletividade

NOME DA COLETIVIDADE  – Título (a itálico ou a negrito): complemento de título. Nº da ed. Local: Editor, Ano. ISBN.

FUNDAÇÃO DE SERRALVES – Franz West. Porto: Fundação de Serralves, 1997. ISBN 972-739-056-0

DECO. Delegação Regional de Santarém - Os direitos do consumidor na legislação portuguesa: guia prático. Santarém: DECO, 1995. ISBN 972-96683-02

 

- Sem indicação de autor

TíÍTULO (a itálico ou a negrito): complemento de título. Nº da ed. Local: Editor, Ano. ISBN.

DICIONÁRIO BÁSICO ILUSTRADO INGLÊS-PORTUGUÊS, PORTUGUÊS - INGLÊS. Porto: Porto Editora, 2010. ISBN 978-972-0-05124-0

ENCICLOPÉDIA DE CIÊNCIAS NATURAISLisboa: Plátano, 2009. ISBN 978-972-650-817-5

 

- Partes ou  volumes de livro

AUTOR(es) (APELIDO, Nome)  – Título (a itálico ou a negrito) da parte ou do volume: complemento de título. In Título do livro. Nº da ed. Local: Editor, Ano de publicação. ISBN. vol., cap., págs.

REIS, Carlos – Técnicas de análise textual. 3ª ed. rev. Coimbra: Almedina, 1992. ISBN 972-40-0414-7. cap. 1, pp. 145-238.

TOLKIEN, J.R.R.R.– As duas torres. In O Senhor dos Anéis. 15ª ed. Mem Martins: Publicações Europa-América, 2003. ISBN 978-972-1-04144-8. vol. 2.

 

Artigos de publicações em série: REVISTAS ou JORNAIS IMPRESSOS

 

- artigos assinados até 3 autores

AUTOR(es)  (APELIDO, Nome) – Título do artigo. Título do jornal ou revista. Local. ISSN. Nº (data), págs.

CANTINHO, Maria João – O mundo de Sophia Mello Breyner Andresen. Aprender a olhar. Lisboa. ISSN 1645-6580. N.º 11 (2004), p. 15-17.

BARROS, Elsa - De pequenino... se aprende a gerir o dinheiro. Noesis. Lisboa. ISSN 0871-6714. N.º 83 (Out.-Dez. 2010), p. 48-51.

NAVES, Luís; SALVADOR, Susana – Os 10 locais mais poluídos. Diário de Notícias. Lisboa. ISSN 0870-1954. N.º 50571 (16 set. 2007), p. 33.

 

- artigo não assinado

Título do artigo. Título do jornal ou revista. Local. ISSN. Nº (data), págs.

Astrónomos disponibilizam a fotografia mais completa do céu. Público. Edição Lisboa. ISSN 0872-1548. N.º 7585 (12 jan. 2011), p. 23.

 

DVD e CD Áudio

 

- DVD

AUTOR(es)  (APELIDO, Nome) – Título. [Registo vídeo]. Realizador. Nº da ed. Local: Editor ou Distribuidor, Ano. Designação específica do material

Chocolate. [Registo vídeo]. Realizador: Lasse Hallström. Dafundo: distribuição de LNK, 2001. 1 disco vídeo (DVD).

O mistério da estrada de Sintra. [Registo vídeo]. Realizador: Jorge Paixão da Costa. Lisboa: Lusomundo, 2007. 1 disco vídeo (DVD).

 

- CDA autor pessoa

AUTOR(es)  (APELIDO, Nome) – Título. [Registo sonoro]. Local. Editor, Ano. Designação específica do material

WINEHOUSE, Amy – Back to Black. [Registo sonoro]. [S.l.]: Universal Island Records, 2006. 1 disco compacto (CD)

 

- CDA autor coletividade

COLETIVIDADE AUTOR – Título. [Registo sonoro]. Local: Editor, Ano. Designação específica do material.

LINKIN PARK– Minutes to midnight. [Registo sonoro]. [S.l.]: Warner Bros. Records, 2007. 1 disco compacto (CD)

 

- partes de 1 CDA 

AUTOR(es)  (APELIDO, Nome) – Título. [Registo sonoro]. Local. Editor, Ano. Designação específica do material. Nº da faixa.

WINEHOUSE, Amy – Back to Black. [Registo sonoro]. [S.l.]: Universal Island Records, 2006. 1 disco compacto (CD). Faixa 3.

 

DOCUMENTOS ELETRÓNICOS

 

- Livro / Base de Dados 

AUTOR(es) (APELIDO, nome)  – Título (a itálico ou a negrito) [Em linha]. Nº da ed. Local: Editor, ano de edição. [Consult. dia-mês-ano]. Disponível na Internet: . ISBN 

MACHADO, Álvaro Manuel – A geração de 70: uma revolução cultural e literária[Em linha]. 3ª ed. Lisboa: Ministério da Educação. Instituto de Cultura e Língua Portuguesa, 1986. [Consult. 12 out. 2011]. Disponível na Internet: < http://cvc.instituto-camoes.pt/conhecer/biblioteca-digital-camoes/cat_view/54-estudos-literarioscritica-literaria.html >

FUNDAÇÃO FRANCISCO MANUEL DOS SANTOS– Pordata: Base de Dados Portugal Contemporãneo [Em linha]. Lisboa: FFMS, 2009. [Consult. 28 out. 2010]. Disponível na Internet: http://www.pordata.pt/ >

 

- Artigo

AUTOR(es) (APELIDO, nome)  – Título.Título da publicação (a itálico ou a negrito) [Em linha]. Data. [Consult. dia-mês-ano]. Disponível na Internet: . ISSN 

MURCHO, Desidério – Lógica, Filosofia e Cognição. Crítica, Revista de Filosofia e Ensino [em linha]. [Consult. 23 maio 2006]. Disponível na Internet: < http://criticanarede.com >

Álvaro Siza entra na Colecção do Museu de Arte Moderna de Nova Iorque. Público [em linha]. 09 jun. 2012. [Consult. 09 jun. 2012]. Disponível na Internet: < http://www.publico.pt/Cultura/alvaro-siza-entra-na-coleccao-do-museu-de-arte-moderna-de-nova-iorque-1549621>. ISSN 0872-1548

 

 

  

II –  Norma APA

 

Livros (Monografias)

-  1 autor 

Apelido, primeiros nomes (data). Título da obra: Complemento de título (2.ª edição ou posterior). Local de publicação: Editor.  

Queirós, Eça de (1975). Os Maias: Episódios da vida romântica (7.ª ed.). Lisboa: Livros do Brasil.

Reis, Carlos (2001).  O conhecimento da literatura: introdução aos estudos literários (2ª ed.). Coimbra: Almedina.

* citação no texto: (Reis, 2001)

 

- 6 ou mais autores 

[Quando existirem mais do que seis autores, deve ser colocado o nome do primeiro autor, seguido de  et al., que é a abreviatura da expressão latina “et alli” que significa “outros”.]

Mateus, M. H. et al. (2003). Gramática da língua portuguesa. Lisboa: Caminho.

* citação no texto: (Mateus, et al., 2003)

 

- Quando o autor é uma coletividade

Instituto Nacional de Estatística. (2002). Atlas das cidades e de Portugal: 2002. Lisboa: INE.

* citação no texto: (INE, 2002)

 

- Capítulo em livro coletivo

Pimenta, A. (1983). Viajar na palavra: até onde?. In Stephen Reckert e Y. K. Centeno (org.), A viagem (entre o real e o imaginário) (pp. 23-43). Lisboa: Arcádia.

 

- Volume de um livro 

Pantel, P. (1993). A Antiguidade. In G. Duby e M. Perrot. História das mulheres no Ocidente (Vol.1). Porto: Afrontamento.

 

- Livros do mesmo autor e do mesmo ano 

Jesus, S. N. (2000a). Insucesso funcional dos alunos. Coimbra: Quarteto Editora.

Jesus, S. N. (2000b). Motivação e Formação de Professores. Coimbra: Quarteto Editora.

 

- Dicionário ou enciclopédia com autor expresso

Coelho, J. do P. (1989). Dicionário de literatura: Literatura portuguesa (4ª ed., Vols. 1-4)Porto: Figueirinhas.

- Dicionário ou enciclopédia semautor expresso

Dicionário de Matemática. (1979). São Paulo: Tese Editora.

 

Artigos de publicações em série: revistas ou jornais impressos (APA)

 

- Nas publicações em série (revistas, jornais, periódicos…) o título deixa de aparecer em itálico; o que aparece em itálico é o nome da revista e o número (se for ocaso). Atenção que nos jornais, deve também colocar-se o dia e mês de publicação, desaparecendo o local de publicação e a editora.

nos artigos científicos, fica

Gaspar, T. (2007). Eficiência e equidade nos sistemas europeus de educação e formação. Noesis, 71, pp. 14-15.

Kandel, R. (2000). Neuroscience. Science, 290, pp. 10-12.

artigos não científicos

Medeiros, E.G. & Jorge, I. (2007, 10 de Setembro). Ciberescola. Visão, 453, pp. 57-61.

Aguiar, João (2006, Agosto). D. João de Castro: Um génio raro. Super Interessante, 100, 44-47.  

Amor em palavras: Concurso de poemas de amor. (2006, 16 de Fevereiro). Trevim, p. 11.

jornais

Astrónomos disponibilizam a fotografia mais completa do céu. Público, nº 7585 (12 jan. 2011), p. 23.

 

DVD e CD Áudio (APA)

 

- DVD (Filme / Documentário) 

Lonergan, K. (Realizador). (2000). You can count on me [Filme]. Estados Unidos da América: Paramount Pictures.

Andringa, D. (2002). Timor-Leste: O sonho do crocodilo [Documentário]. Lisboa: Fundação Mário Soares, Fado Filmes & Visão. 

London life [Filme]. (1991). Cacém: Texto Editora.  

Documentos eletrónicos  (APA)

 

Nos documentos em linha os elementos devem ser colocados, pela mesma ordem e regras, consoante o tipo de documento; após colocar o título, nas monografias, e o nome do jornal, número e páginas, no caso dos periódicos. Deverá seguidamente colocar-se a expressão: “acedido em” ou “disponível em”. Após uma destas expressões, deverá colocar-se a data em que se teve acesso à informação, com a expressão “em:”, e por último, deve colar-se o link da página consultada.

Exs.:

Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares. (2010). Guião de pesquisa para o 2.º, 3.º ciclos e secundário. Acedido em 23 de Outubro de 2010 em: http://www.rbe.min-edu.pt/np4/?newsId=126&fileNam%20e=guiao_2ciclo.pdf

Rodrigues, Eloy (2004). Implementação de um sistema integrado de gestão de bibliotecas: A experiência da Universidade do Minho. Acedido em 10  de Setembro de 2004 em: http://repositorium.sdum.uminho.pt/ 

 

Fundação Almanaque. (1998) Barreiras à integração. In Problemática social (cap. 2). Acedido em 2 de Outubro de 2008 em: http://www.Fundação.org/Biblio/sociolog/2.html
 
Barton, M., Walker J. (2003). Building a Business Plan for DSpace:  MIT Libraries Digital Institutional Repository. Journal of Digital Information, 4, 117-123. Acedido em  2 de Julho de 2003 em http://journals.tdl.org/jodi/article/view/jodi.html
  

JDuarte / BESAF 2012 __________________________________________________________________________________________________________

Fontes consultadas para a elaboração destas orientações:
- PORTUGAL. Ministério da Educação e Ciência. Gabinete da Rede Bibliotecas Escolares. Portal RBE: Referências e citações bibliográficas. [Em linha]. Lisboa: RBE. [Consult. 10-01-2012] Disponível em WWW: http://rbe.min-edu.pt/np4/np4/?newsId=358&fileName=citacoes_ref_bibliograficas.pdf>
- PÓVOA, Clara e MELO, Leonor,  prod. e org.  – Tutorial  2: como fazer citações com a norma APA (5ª ed.) [Em linha].  Cantanhede. Escola Secundária de Cantanhede. Biblioteca Escolar . [Consult. 11 jan. 2012].  Disponível na Internet:
- UNIVERSIDADE DE ÉVORA. Biblioteca Geral – Guias: referências bibliográficas: NP 405 [Em linha]. Évora: Biblioteca Geral da Universidade de Évora. [Consult. 10 Dez. 2010]. Disponível na Internet: .
- UNIVERSIDADE DO MINHO. Serviços de Documentação da Universidade do Minho – Guias e ajudas: referências bibliográficas: NP 405 [Em linha]. Braga:  Serviços de Documentação da Universidade do Minho [Consult. 10 set. 2011]. Disponível na Internet: .