Encontro com o escritor Gonçalo M. Tavares

12-03-2019 19:59
Foi com enorme satisfação e indisfarçável prazer que recebemos hoje, ao fim da manhã, a visita de um dos mais consagrados escritores portugueses da atualidade que, no âmbito das iniciativas da Semana da Leitura 2019, connosco veio partilhar ideias sobre a sua obra e o seu particular universo ficcional. Gonçalo M. Tavares, que há alguns anos tivemos o privilégio de receber nesta mesma biblioteca, aquando do edição do magnífico livro que é Uma Viagem à Índia, está entre os mais conceituados nomes da literatura contemporânea, com um percurso literário iniciado em 2001 e que até agora se tem pautado por níveis de incontornável qualidade literária. Recebê-lo, poder ouvi-lo e interpelá-lo, não podia, pois, deixar de ser motivo de força maior para os alunos e professores que esta manhã marcaram presença na sala de leitura da biblioteca da Escola Secundária Alcaides de Faria. 
E assim foi, depois de um primeiro momento musical e feitas as apresentações, tivemos a oportunidade de ouvir excertos de diferentes textos do autor, da poesia à crónica, sem esquecer a prosa que interpela e desafia o leitor; sendo que, em sequência, e no enquadramento de questões postas por alunos, foi tempo para ouvir o autor falar sobre a escrita, a leitura, as temáticas que configuram e transfiguram o espaço do seu mundo ficcional; o papel dos clássicos e da sua marca impressa na moldura daquilo que somos; ou ainda sobre a importância da viagem (das viagens) na formação do indivíduo e do paralelismo que esta tece com o ato de ler. 

Foi muito enriquecedor contar com a presença do Gonçalo M. Tavares, mas também com a implicação leitora de todos os presentes. Ao escritor; aos serviços do município que possibilitam e potenciam estes encontros em prol de uma sociedade mais leitora e, consequentemente, mais consciente de si; aos alunos que seguiram atentamente mas não passivamente o que aconteceu neste encontro; aos professores que marcaram presença; aos alunos intervenientes nas leituras que, sob supervisão da professora Sónia Freitas, fizeram a abordagem à obra e ao autor; ao João Teixeira que interpretou duas belas composições para piano; à equipa da biblioteca que, no âmbito da sua missão, tudo faz para tornar agradável estes encontros com aqueles que nos visitam e connosco partilham as suas mundividências... o nosso muito obrigado! Valeu! 

 

Voltar