Pintura e poesia na biblioteca (Dia Aberto da ESAF)

11-03-2017 19:14
Ontem, 10 de março, a ES Alcaides de Faria esteve de portas abertas à comunidade educativa. O dia de "Escola Aberta" é sempre um dia muito especial: a atividade formal em sala de aula dá, desta feita, lugar a um conjunto de iniciativas, da responsabilidade das áreas curriculares e dos alunos da escola, que evidencia o que de melhor se faz por aqui. Salas e salas, paredes e expositores repletos de trabalhos de alunos, expostos aos olhares atentos daqueles que ao longo do dia fluíram pelos diferentes locais da escola... laboratórios e oficinas abertos aos grupos de alunos que, de várias escolas do Agrupamento, se deslocaram à escola sede para apreciarem os trabalhos dos seus pares. Em cada canto um motivo para pararmos e observarmos demoradamente o que de tão bom se pode fazer numa escola. E faz! 
Destacar esta ou aquela sala, este ou aquele laboratório ou oficina, este ou aquele espaço seria injusto pois todos tiveram à altura do objetivo em vista - mostrar, como mostraram, o labor, o dinamismo, o envolvimento e a criatividade de uma escola como é a Alcaides de Faria. Quem por cá passou corroborará, com certeza, o nosso juízo.
Feita esta incontornável menção ao que de magnífico se passou ontem na ESAF; cabe-nos agora, no enquadramento deste blogue, um espaço de divulgação daquilo que na biblioteca da escola acontece, referir que, para além das exposições bibliográficas em mostra, ontem foi dia de receber e apresentar uma exposição de pintura de dois artistas que, também eles a seu tempo, frequentaram este estabelecimento de ensino. 
 
A biblioteca da ESAF recebeu assim, por propositura da prof.ª Maria José Simões, a exposição de uma série de trabalhos dos pintores: António Miranda e Madalena Macedo, materializando deste modo uma "ponte cultural entre a escola e a comunidade em geral", como bem frisa Madalena Macedo, no desdobrável sobre a mostra em curso. 
A abertura e apresentação da exposição de pintura contou com a presença de um amigo e colaborador da biblioteca da ESAF, desde há longos anos, tantos são os momentos de leitura e poesia que nos tem propiciado com a sua voz e o engenho da sua interpretação - o dizedor, ator, encenador, também poeta, Armindo Cerqueira; e com ele, um grupo de alunos da escola que nos fizeram alar da poesia até à pintura e desta à poesia.
A exposição decorre, por estes dias, no mezanino da biblioteca escolar da ESAF.
 
Voltar