No dia nacional das bibliotecas escolares, descodificamos um pouco mais do nosso mundo

24-10-2016 09:15

 

Hoje, de modo muito especial, celebramos o dia nacional das bibliotecas escolares, sem deixar de lembrar que o mês que decorre é internacionalmente dedicado a estas estruturas de informação, conhecimento e apoio ao currículo. 
Lembramos como são importantes estes centros de recursos e de leitura, promotores das diversas literacias; de como as bibliotecas são peças-chave na afirmação da cidadania, espaços de democracia e facilitadores de ferramentas educacionais. Assinalamos a sua importância e o bem que é poder contar com uma biblioteca no seio da escola; mas também não nos esquecemos de recordar como ainda em tantos países do mundo, dilacerados pela guerra e pela miséria, as bibliotecas são um bem escasso ou inexistente e as escolas estruturas tão frágeis onde, por vezes, os quadros, os livros, o papel e os instrumentos de escrita praticamente não existem. Lembramos também que essas são ferramentas que retiram o homem da menoridade intelectual e o fazem ascender ao ousar saber, ousar conhecer e assim descodificar o mundo na sua multiplicidade dimensional.
Descodificar o nosso mundo, o tema proposto a nível mundial, foi também o fio condutor da sessão desta manhã e foi precisamente em torno dele que assentaram as diversas intervenções levadas a cabo por alunos, sob supervisão de professores que com a biblioteca colaboram. 
Assim se reforça o papel da biblioteca no seio da escola, não pela mera afirmação embevecida, antes por aquilo que ela pode dar aos seus utilizadores - os alunos e os demais membros da comunidade escolar. 
Ouvimos música e poesia, seguimos leituras encenadas, registamos a inclusividade, com o Clube de Teatro da Educação Especial a marcar presença desde início, atendemos a textos que fazem pensar, interagimos com as novas tecnologias (o Kahoot) e testamos os nossos conhecimentos... assim foi uma manhã especialmente dedicada a assinalar o bem que é ter uma biblioteca por perto e poder contar com ela.
Obrigado aos alunos, e aos professores que os prepararam e acompanharam, por esta festa da biblioteca. Sim, porque a biblioteca também pode e deve festejar-se.
Voltar